#Guitarrista

Subsolo

Within Progress: sem medo de renovar o prog metal

Inseridos na nova vaga de prog metal que incorpora elementos da pop, como Leprous e Voyager, os gregos Within Progress pretendem mostrar isso ainda mais durante 2020 após terem-se estreado em 2018 com o EP “Oceans of Time”.

Publicado há

-

Origem: Grécia
Género: prog metal / alt-metal
Último lançamento: “Need More” (single, 2019)
Editora: independente
Links: Facebook | Bandcamp
Entrevista e review: Diogo Ferreira

Inseridos na nova vaga de prog metal que incorpora elementos da pop, como Leprous e Voyager, os gregos Within Progress pretendem mostrar isso ainda mais durante 2020 após terem-se estreado em 2018 com o EP “Oceans of Time”.

«Queremos que as pessoas cantem este refrão depois de o ouvirem.»

O que esperar: «”Need More” é uma faixa que capta perfeitamente onde estamos hoje como banda. É a etapa de transição entre o nosso EP “Oceans of Time” (mais inspirado no prog clássico) lançado em 2018 e o nosso primeiro LP (mais pop e acessível), que estamos a planear lançar em 2020.
Musicalmente, é melhor descrita como uma música moderna de metal progressivo, com mudanças de tempo inspiradas na música tradicional grega e em muitos elementos do nu-metal (Deftones, Korn, Slipknot) ouvidos nos riffs pesados . Há uma forte influência pop nas vozes que lhe conferem qualidades cativantes. Também é ouvida uma influência bastante subtil, mas perceptível, de música electrónica e de sintetizadores / piano.
Com este lançamento, queremos fazer saber que a música progressiva pode, por todos os meios, ser acessível e esperamos atingir um público um pouco maior em preparação para o nosso primeiro LP, que também irá nessa direção pop/prog /electrónica com um espectro mais amplo de géneros e sons (piano, sintetizadores enérgicos, guitarras ambient, malhas heavy metal, vozes cativantes).
A resposta curta é: queremos que as pessoas cantem este refrão depois de o ouvirem. [risos]»

Conceito: «O single “Need More” descreve a compulsão humana de querer sempre mais, independentemente das coisas que a pessoa já tem e que não aprecia ou que dá como certa. Basicamente, é um ataque ao consumismo moderno e critica o facto de que muitos de nós dedicamos o nosso tempo e energia a comprar muitas coisas para nos sentirmos melhor durante um tempo limitado antes de sairmos e repetir esse processo.
Musicalmente, é uma faixa mais in-your-face do que os nossos lançamentos anteriores, com riffs contundentes e vozes mais inspiradas no rap.»

Influências: «O nosso EP de estreia, “Oceans of Time”, teve inspiração em muitas bandas de prog clássicas (mas modernas, principalmente dos anos 2000), como Porcupine Tree, Opeth, Camel, Mastel, Tool, Dream Theater e Gojira.
De momento, saímos dessa fase somente prog e, ainda que estejamos muito em contacto com o género, queremos criar algo novo e fresco. Dadas as capacidades de nosso vocalista, queremos compor músicas numa direção mais pop, com as influências que levaram o nosso primeiro LP a ser do tipo Leprous, Deftones, Korn, Muse, Tesseract, Nothing More, Devin Townsend, Northlane e até Radiohead, Aphex Twin e Bjork. A música tradicional grega também é uma grande parte do nosso som e quem somos, está no nosso DNA. Escrevemos música instintivamente e sai sempre com sonoridade oriental, o que definitivamente queremos trazer mais.»

Review: Depois da estreia com o EP “Oceans Of Time”, esta banda helénica começa 2020 com o novo single “Need More” que antevê o lançamento de algo mais substancial durante o resto do ano. Tanto a produção como o tipo de malhas que se ouvem remetem-nos aos terrenos do melodic metal moderno que também inclui algum prog, mas os Within Progress vão um pouco mais além ao incorporarem cores sonoras afectas ao alt-metal e nu-metal, principalmente se tivermos em conta uma bridge que apresenta conceitos pop e radio-friendly.

Facebook

Destaques

Notícias

Artigos

Mundo das Guitarras © 2021