#Guitarrista

Subsolo

Winter Nights: livres de grilhões

Eis os novos Winter Nights.

Origem: EUA
Género: death metal
Último lançamento: “Sky Burial” (EP, 2021)
Editora: independente
Links: Facebook | Bandcamp

Renovados e com o olhar no futuro, os Winter Nights experimentam novos caminhos sónicos com o EP “Sky Burial”.

«“Sky Burial” é um ritual da vida real que ocorre como um funeral. É uma transição entre a vida e a morte.»

EP: «Esperamos mostrar uma mudança na banda, já que temos um novo baterista, o James [Yarusinsky]. Este é o seu primeiro lançamento connosco. Pegámos em todas as músicas que criámos ao longo dos anos e dissemos adeus na primeira faixa “Time to Say Goodbye”. As três faixas seguintes são uma jornada para um novo começo e fase.
Temos um membro convidado nos teclados, o Marco Sneck, que toca em três faixas. Ele é conhecido por bandas como Poisonblack, Kalmah, Afterworld e The Man Eating Tree. Estamos muito felizes em tê-lo a trazer uma nova sensação e onda. Contamos uma história e ele encaixa tudo.
Podem esperar 18 minutos de música intensa, pois temos altos emocionais e baixos muito brutais. Esperamos que gostem das nossas ideias e música.»

Conceito: «Queríamos mostrar a nossa temática sobre abutres sob uma luz diferente. “Sky Burial” é, na verdade, um ritual da vida real que ocorre como um funeral. É uma transição entre a vida e a morte. O abutre, no nosso último álbum homónimo, estava a libertar-se das correntes. Agora está no controlo e ajuda a guiar-nos até à próxima fase, se houver uma. Este é um novo começo.»

Evolução e referências: «Gostamos de pensar que demos um passo numa nova direcção. O nosso novo baterista trouxe uma nova luz para a banda, com muitas portas abertas musicalmente. O nosso som mudou quanto a profundidade e graves. “Sky Burial” é o primeiro lançamento em que ambos os guitarristas usam guitarras de sete cordas. Também experimentámos diferentes ideias vocais, como cânticos e sussurros, que nos levaram a um novo som.
Como referências musicais, citaríamos Behemoth, Kalmah e Sentenced.»

Review: Robustos e sombrios, os Winter Nights casam a melodia do death metal com arranjos atmosféricos, gerando-se assim uma experiência que tanto é impetuosa como comovente. A ambiguidade do referido é, em suma, um elogio a uma banda que sabe compor música deveras interessante e envolvente. Indicado para seguidores de Insomnium.

Facebook

Apoia a nossa causa

Destaques

Notícias

Artigos

Mundo das Guitarras © 2021