"Dealin' Death" capta a essência dos grandes clássicos formadores do estilo de há 40 anos com mestria, mostrando por que é... Vulture “Dealin’ Death”

Editora: Metal Blade Records
Data de lançamento: 21.05.2021
Género: thrash metal
Nota: 4.5/5

“Dealin’ Death” capta a essência dos grandes clássicos formadores do estilo de há 40 anos com mestria, mostrando por que é que Vulture é uma das melhores novidades do thrash da última década.

Poucas bandas mantêm a chama do thrash metal clássico nos dias de hoje como os alemães Vulture. Com apenas seis anos de carreira, a banda lança o impiedoso e implacável “Dealin’ Death, o terceiro disco de estúdio, mais uma verdadeira pedrada na carreira da banda e sucessor dos excelentes “The Guillotine” (2017) e “Ghastly Waves & Battered Graves” (2019).

“Dealin’ Death” promove um retorno ainda mais profundo às raízes extremas da sonoridade do primeiro EP de 2016, mas incluindo abordagens inéditas, como coros e harmonias vocais. A sonoridade arrebatadora une-se mais uma vez à paixão da banda pelo terror, como filmes e livros, que toma a frente como tema principal das composições ao dar um ar ainda mais visceral a cada faixa – o resultado é simplesmente assombroso no melhor sentido da palavra.

O disco começa com uma calma e tranquila introdução, mas pelo título da faixa (“Danger Is Imminent”) dava para imaginar o que estava por vir, até que “Malicious Souls” dá o pontapé saída à audição com um verdadeiro estampido e um atropelo sonoro que oferecem um gosto da violência sonora vindoura, como se fosse uma gota de sangue num tanque de piranhas, ditando o ritmo alucinante do álbum. Os destaques ficam por conta da agonizante “Below the Mausoleum” (com o baixo incendiário de A. Axetinctör a ditar a passada), “Flee the Phantom” (com riffs ferozes e vozes agudas quase perfurantes de L. Steeler) e “Multitudes of Terror” (que deixa de lado um pouco do terror fantasioso para lidar com paranóia – um olhar ao terror de diversos ângulos que resulta numa faixa frenética e simplesmente alucinante!).

O álbum capta a essência dos grandes clássicos formadores do estilo de há 40 anos com mestria, mostrando por que é que Vulture é uma das melhores novidades do thrash da última década e por que é que possuem um futuro brutal pela frente. Se não despes aquele colete com patchs de bandas como Exodus, Venom, Metallica, Mercyful Fate e Motörhead ou sonhas em voltar (ou ter vivido) para o começo dos 80s porque achas que naquele tempo é que faziam metal verdadeiro, então tens de dar uma hipótese aos Vulture. Ouve este disco e delicia-te com esta brutalidade ao volume mais alto!