#Guitarrista

Reviews

Unfleshed “Twisted Path to Mutilation”

Se queres acabar 2020 com bom death metal feito em Portugal e sem pretensiosismos, então Unfleshed é para ti!

Publicado há

-

Editora: Larvae Records
Data de lançamento: 12.2020
Género: death metal
Nota: 3.5/5

Se queres acabar 2020 com bom death metal feito em Portugal e sem pretensiosismos, então Unfleshed é para ti!

Cerca de 20 anos depois da fundação, os Unfleshed lançam finalmente o primeiro álbum. Com nomes rodados na cena da zona portuense, com bandas no currículo como Biolence ou Anifernyen, o quarteto evoca toda uma fúria death metal muito carismática dos anos 1990.

Ao longo de 12 faixas, em que se incluem as quatro de “Exhuming the Bastards” (EP de 2000), os Unfleshed desmembram e rasgam com títulos dignos de uns Cannibal Corpse (ou Anal Cunt) como “Cadaveric Intercourse”, “Covered in Shit Drowned in Piss”, “Shotgun Fellatio” ou “Divine Molestation”. Mas não é só de títulos que a banda vive, muito menos de inspirações apenas retiradas de Cannibal Corpse época-1990s – fãs de Suffocation e Deicide também ficarão satisfeitos com esta proposta.

Com destaque para uma bateria trabalhadora que cumpre muito e bem (uma caçadeira com chumbos infinitos), é a voz que sobe e desce entre o guincho e o gutural que comanda muito do que aqui ouvimos, mas o coração, prestes a ser estraçalhado, deste “Twisted Path to Mutilation” bate freneticamente através de guitarras alucinantes e penetrantes que tanto evidenciam brutalidade desmesurada como se lançam para territórios mais técnicos que porão em sentido adeptos de sonoridades à Dying Fetus.

Com um som e conceito ímpios e arrasadores, acreditamos que a produção estridente não faz inteiro jus ao potencial estripador de uma banda que esperamos que não fique por aqui, nem que demore mais duas décadas a lançar um álbum. Se queres acabar 2020 com bom death metal feito em Portugal e sem pretensiosismos, então Unfleshed é para ti!

Facebook

Destaques

Notícias

Artigos

Mundo das Guitarras © 2021