#Guitarrista

Subsolo

Tarre: doom metal bucólico

Para “Unheil fan ‘e klaai”, os Tarre inspiram-se em Celtic Frost e Black Sabbath de modo a produzirem um doom metal assombroso.

Publicado há

-

Género: doom metal
Origem: Holanda
Último lançamento: “Unheil fan ‘e klaai” (2019)
Editora: Big Bad Wolf Records
Links: Facebook | Soundcloud
Entrevista e review: Diogo Ferreira

Para “Unheil fan ‘e klaai”, os Tarre inspiram-se em Celtic Frost e Black Sabbath de modo a produzirem um doom metal assombroso. Conhece-os abaixo!

«Só queríamos que soasse sombrio para ter a vibe certa.»

Objectivos: «Fizemos este álbum para nós próprios e colocámos todo o nosso esforço nisto. É claro que esperamos que os ouvintes gostem.»

Conceito: «A natureza foi um dos pontos de partida no processo de escrita. Existem tópicos de alienação, decadência e transiência nos temas líricos, que se traduzem perfeitamente na natureza e nas estações do ano.»

Sonoridade: «Apenas experimentamos sonicamente. Só queríamos que soasse sombrio para ter a vibe certa.»

Influências: «Celtic Frost, Monolord e Black Sabbath foram as nossas principais influências, que nos fizeram ter a sensação certa para as gravações. Apenas usámos o som dessas bandas para colorir o nossos próprio.»

Futuro: «Dar concertos para promover o nosso álbum e compor novo material.»

Review: Lento, distorcido, lamacento, duradouro… Quatro adjectivos que podem muito bem ser aplicados aos doomsters holandeses Tarre que têm em “Unheil fan ‘e klaai” o seu disco de estreia. Cru e envolvente são duas expressões que também podem ser utilizadas, e isso dá a temas como “Global Fungus” uma aproximação à terra, como se andámos a remexer nela com as nossas mãos poluídas e pecadoras. São cerca de 65 minutos de alienação, decadência e pessimismo.

Facebook

Destaques

Notícias

Artigos

Mundo das Guitarras © 2021