#Guitarrista

Reviews

Sirenia “Riddles, Ruins & Revelations”

Um álbum mais evoluído em termos conceptuais e instrumentais.

Publicado há

-

Editora: Napalm Records
Data de lançamento: 12.02.2021
Género: symphonic metal
Nota: 3.5/5

Um álbum mais evoluído em termos conceptuais e instrumentais.

Os Sirenia têm já um historial de experiência muito relevante, estando agora, este ano, a celebrar 20 anos de carreira. Tendo uma média de um álbum a cada dois anos, os noruegueses naturais de Stavanger têm neste novo longa-duração um dos discos mais emotivos da sua discografia, com uma adição de inovações de produção que, claramente, empolam a toada narrativa que o álbum tem.

Todos os seus discos anteriores têm e sempre tiveram uma temática muito direccionada a um conceito comum, sobretudo no que toca a questões humanas, explorando, desta feita, as profundezas da natureza humana. O décimo álbum de originais é dos mais versáteis e polivalentes, conseguindo acrescentar uma vibração mais eléctrica e eletrónica a um metal sinfónico muito típico. Claramente, este trabalho acaba por ter uma forte tendência gótica, sobretudo agora com a inclusão das componentes electrónicas que enfatizam uma certa obscuridade que os outros longas-durações não têm. Portanto, este décimo registo eleva a fasquia não só em termos conceptuais, definindo e esmiuçando a natureza humana com uma temática mais obscura e depressiva do que o habitual, mas também com a adição de um novo estilo que aprofunda a componente gótica num metal sinfónico realmente aprimorado.

É um álbum diferente, mais evoluído em termos conceptuais e instrumentais. Não vai desiludir os fãs acérrimos dos tempos primitivos do grupo, até que poderá viciar ainda mais quem da banda tanto gosta. Estes 20 anos de carreira iniciam-se de boa forma num álbum que não será um clássico do metal sinfónico, mas que poderá ser um lançamento de referência num ano sem grandes expectativas, até para a banda.

Facebook

Destaques

Notícias

Artigos

Mundo das Guitarras © 2021