#Guitarrista

Subsolo

Noctem: coisas que procriam no escuro

“The Black Consecration” é, sem margem para dúvida, o melhor momento dos Noctem. Embora o quarteto espanhol sempre se tivesse amparado na agressividade descomprometida, “The Black Consecration” não só é um disco de elite dentro do género como é bem capaz de ser o melhor trabalho de black metal alguma vez parido em Espanha.

Origem: Espanha
Género: black metal
Último lançamento: “The Black Consecration” (2020)
Editora: Art Gates Records
Links: Facebook | Bandcamp
Entrevista e review: João Correia

“The Black Consecration” é, sem margem para dúvida, o melhor momento dos Noctem. Embora o quarteto espanhol sempre se tivesse amparado na agressividade descomprometida, “The Black Consecration” não só é um disco de elite dentro do género como é bem capaz de ser o melhor trabalho de black metal alguma vez parido em Espanha.

«“The Black Consecration” é um caminho mais focado na linha da velha-guarda.»

Recepção: «A resposta dos metaleiros e dos media tem sido fantástica, as pessoas estão a apoiar muito este novo material e estamos mais do que satisfeitos com isso. Trata-se de um álbum mais maduro, com um conceito superior, mais extremo, rápido, underground. “The Black Consecration” é um caminho mais focado na linha da velha-guarda, era o que queríamos fazer para mostrar à cena extrema do metal e foi o que fizemos.»

Renovação: «Trata-se de uma aposta totalmente diferente. Focámo-nos noutro tipo de som e composição mais orientada para a essência do black metal, deixando para trás as nossas raízes de death metal. Sempre fomos uma banda underground e, agora, o nosso som acompanha muito mais a nossa música. Foi claramente um sucesso – este tipo de composição e som é o que caracteriza actualmente a banda e nos faz sentir mais confortáveis em palco.»

Inspiração: «Desta vez fizemos o álbum que queríamos realmente fazer, inovando e rompendo com tudo o que fizemos anteriormente. “The Black Consecration” não é um disco conceptual, mas é melhor, está cheio de ocultismo, filosofia e profundas desilusão, raiva e misantropia. Sinto-me muito confortável com esta nova direcção da banda e estou pronto para apresentá-la ao vivo.»

Colaboração: «[N. R.: sobre a capa do disco criada pelo artista português Tiago Pimentel, do estúdio Credo Quia Absurdum] É um profissional de excelência, ele sabe realmente trabalhar ao ritmo veloz da banda. Assim, foi muito fácil escolhê-lo: bastou-lhe ler as letras e obter algumas informações e fez o resto. Recomendo-o a 300%! Se procuram uma obra de arte perfeita e um designer competente, o Tiago é o homem certo.»

Promoção: «Até agora recebemos algumas ofertas de digressão nos EUA e é nisso que estamos agora totalmente concentrados. Continuaremos em digressão pela Europa, como já é habitual, apresentando a nossa música no nosso continente, mas, agora, a digressão pelos EUA é o nosso grande objectivo para 2020.»

Lê a review AQUI.

Facebook

Apoia a nossa causa

Destaques

Notícias

Artigos

Mundo das Guitarras © 2021