#Guitarrista

Reviews

Necro Chaos “Spiral of Obscurity” EP

Quatro temas são suficientes para perceber a trajectória e os dotes técnicos e a inspiração dos Necro Chaos, que acumulam pontos pela honestidade e pela vontade de fazer aquilo que gostam.

Editora: Helldprod
Data de lançamento: 20.03.2020
Género: death metal
Nota: 3/5

Quatro temas são suficientes para perceber a trajectória e os dotes técnicos e a inspiração dos Necro Chaos, que acumulam pontos pela honestidade e pela vontade de fazer aquilo que gostam.

Não nos cansamos de o referir – embora o death metal seja um género que se encontra vivo e de muito boa saúde um pouco por todo o país, é do Porto que nos chega a maior parte da oferta, se não mesmo a melhor. Actualmente, nomes como Holocausto Canibal, Pestifer, Dementia 13, Cape Torment e mais uma mão cheia de outros, uns mais virados para a faceta brutal, outros para o death metal old-school, perpetuam a tradição de um dos géneros mais versáteis e populares dentro do metal. É na prateleira da velha-guarda que podemos encontrar “Spiral Of Obscurity”, EP de estreia dos Necro Chaos, um trio de fanáticos bastante experientes e a quem a Helldprod felizmente estendeu o convite para que se fizessem ouvir.

“Spiral Of Obscurity” é um trabalho típico, mas também atípico – é da velha-guarda, mas relativamente moderno; é conservador, mas apresenta passagens com teclados; possui uma produção suja, mas não o suficiente para ocultar um trabalho de baixo nítido e que realça cada faixa. Da inicial “Casket Breaker” à final “Spiral Of Obscurity”, o que os Necro Chaos propõem é a sua visão do que o death metal deve ser: relativamente lento, muito agressivo, pesadão como mais nenhum género e descomprometido – tocam death metal pelo prazer de tocar death metal. As influências são tão óbvias que o trabalho poderia perder algum interesse, não fosse o facto de conter quatro temas simples, mas bem interpretados e sem se perderem em floreados: Death (era “Scream Bloody Gore”/“Leprosy”, tão patente em “Casket Breaker”), Grave, uns pozinhos ligeiros de Autopsy… Simples realmente, mas eficaz.

Embora nenhum dos temas seja propriamente memorável, todos respeitam aquilo a que se propõem, que é desfiar death metal conscientemente frugal e rude (não confundir com tosco, porém). A produção teria de ser cavernosa, claro, ma non troppo, o que lhe confere alguma facilidade auditiva para tímpanos menos acostumados à doença. Quatro temas são suficientes para perceber a trajectória e os dotes técnicos e a inspiração dos Necro Chaos, que, embora não acrescentem muito ao panorama actual, acumulam pontos pela honestidade e pela vontade de fazer aquilo que gostam. Com mais alguns temas e em formato nobre, talvez tivéssemos outra percepção. Até lá, “Spiral Of Obscurity” serve como cartão de apresentação. Uma apresentação simples, mas de bom gosto.

Facebook

Apoia a nossa causa

Destaques

Notícias

Artigos

Mundo das Guitarras © 2021