#Guitarrista

Reviews

Morte Lune “Temple of Flesh”

Em “Temple of Flesh” liberta-se uma torrente de black metal frio e furioso que, ainda assim sendo infernal e odioso, é capaz de produzir bonitas melodias.

Publicado há

-

Editora: Purity Through Fire
Data de lançamento: 30.04.2020
Género: black metal
Nota: 3.5/5

Em “Temple of Flesh” liberta-se uma torrente de black metal frio e furioso que, ainda assim sendo infernal e odioso, é capaz de produzir bonitas melodias.

Fundados por Hrafn (Thy Dying Light, Úlfarr, Nefarious Dusk), os Morte Lune desfraldam orgulhosamente a bandeira daquilo a que chamam Cumbrian Black Metal.

O trio inglês, que inclui membros afectos a nomes como My Dying Bride, Thine e Written in Torment, chega ao primeiro EP depois um split e uma demo, libertando-se com “Temple of Flesh” uma torrente de black metal frio e furioso que, ainda assim sendo infernal e odioso, é capaz de produzir bonitas melodias oferecidas por uma guitarra lead presente e bem elaborada que funciona como uma bússola ao orientar os nossos ouvidos e sensações rumo a um ambiente que os Morte Lune desejam que seja próprio, mesmo que se inspirem claramente no black metal melódico que já foi feito noutras décadas cada vez mais distantes.

A dita melodia, que é o melhor deste lançamento, encontra o seu propósito final ao unir-se aos restantes instrumentos num som cru e áspero q.b. que se sente afiado e que nos faz sentir o peito em êxtase, um desígnio que a banda pretende manter violento mas com uma pitada de elegância sempre obscura e satânica.

Facebook

Destaques

Notícias

Artigos

Mundo das Guitarras © 2021