#Guitarrista

Subsolo

Manticora: à lei da espada

Fundados em meados dos anos 1990, os Manticora finalizam um conceito arrojado com o nono álbum “To Live to Kill to Live”. Descobre esta história de terror através do power/heavy metal progressivo que estes nórdicos nos oferecem.

Publicado há

-

Origem: Dinamarca
Género: power/heavy/prog metal
Último lançamento: “To Live to Kill to Live” (2020)
Editora: ViciSolum Records
Links: Facebook | Bandcamp

Fundados em meados dos anos 1990, os Manticora finalizam um conceito arrojado com o nono álbum “To Live to Kill to Live”. Descobre esta história de terror através do power/heavy metal progressivo que estes nórdicos nos oferecem.

«Queríamos superar os nossos álbuns anteriores e fazer algo que ninguém tinha visto antes vindo de uma banda de metal dinamarquesa.»

O álbum: «Com este nosso nono álbum finalizamos o grande conceito que iniciámos em 2018, com um romance de 334 páginas e um álbum duplo conceptual baseado nesse mesmo romance. Queríamos superar os nossos álbuns anteriores e fazer algo que ninguém tinha visto antes vindo de uma banda de metal dinamarquesa. Por isso, juntámo-nos a Jacob Hansen (Volbeat, Amaranthe, Pretty Maids, etc.) e trabalhámos exaustivamente para obter o melhor som possível nestas excelentes músicas. As reacções da imprensa têm sido absolutamente incríveis. Os fãs podem esperar uma grande mistura de Nevermore, Blind Guardian, Iced Earth, Dream Theater e Symphony X.»

Conceito: «Como mencionado, todo o conceito é baseado no livro que escrevemos – um thriller/terror de 334 páginas sobre uma espada de guerra japonesa amaldiçoada, um assassino contratado e um psicopata delirante. Desvenda-se a ultra-violência, mas também se exibe beleza e um monte de questões filosóficas. Encorajamos os nossos fãs a lerem este livro para obterem uma melhor compreensão da música. A escrita do livro mais os dois álbuns demorou quase oito anos, mas pelo resultado valeu a pena esperar (pelo menos, segundo os fãs que já ouviram o álbum até agora).»

Evolução e influências: «Começámos mais ou menos como uma banda de power metal, mas não durou muito. Depois, o nosso background thrash começou a rastejar até à nossa música. Esta estranha mistura entre thrash, power e metal progressivo, com a adição de death, grind e black metal (em doses menores), torna impossível sermos inseridos num género definido, portanto apenas dizemos às pessoas que tocamos heavy metal. [risos]
As referências musicais são tantas que demoraria muito para escrevê-las todas, mas algumas das principais influências são Nevermore, Savatage, Metallica, Slayer, Helloween, Dream Theater, Symphony X, Iced Earth, King Diamond e também uma ampla variedade de música popular. Resumindo, se houver energia, somos inspirados.»

Review: Seguindo o que começaram em 2018 com “To Kill to Live to Kill”, estes veteranos dinamarqueses chegam ao nono álbum em 2020 com “To Live to Kill to Live”. Com quase 25 anos de carreira, os Manticora fazem um power/heavy metal progressivo muito musculado com várias camadas sonoras, o que proporciona uma experiência robusta, completa, atmosférica e, por vezes, complexa. Pelo meio da história de terror que contam, ouvimos riffs detalhados que dão um rumo técnico às músicas dos nórdicos, algo que também é audível através de uma bateria trabalhadora repleta de fills dinâmicos. Em complemento, há também uma abordagem algo épica inserida em territórios maioritariamente negros.

Facebook

Destaques

Notícias

Artigos

Mundo das Guitarras © 2021