#Guitarrista

Reviews

Lingua Ignota “Caligula”

A jovem Kristin Hayter regressa para o seu terceiro álbum, desta vez apoiado pela editora Profound Lore Records, que se deixou contagiar pelo talento da multi-instrumentalista clássica com formação em piano.

Editora: Profound Lore Records
Data de lançamento: 19.07.2019
Género: neoclássico experimental
Nota: 3/5

A jovem Kristin Hayter regressa para o seu terceiro álbum, desta vez apoiado pela editora Profound Lore Records, que se deixou contagiar pelo talento da multi-instrumentalista clássica com formação em piano. “Caligula” volta para evidenciar a sua sonoridade de fusão entre a música experimental e o black metal. Este novo lançamento parece ser mais sofrido e mais comovente em muitos momentos, ao mesmo tempo que denota uma abordagem mais agressiva conceptualmente.

Dito isto, a verdade é que Hayter mantém o caminho iniciado nos dois álbuns anteriores, não adicionando qualquer variante ao estilo já adoptado. Como tal, este lançamento poderá agradar aos fãs mais acérrimos do black metal depressivo e experimental, oferecendo aos ouvintes um percurso demoníaco por temas como a violência, sofrimento e obscuridade. Com o sucesso de “All Bitches Die”, lançado em 2017, Kristin Hayter produz este disco com uma maturidade diferente, tendo obtido mais recursos ao assinar com a nova editora, que promete ter neste “Caligula” o projecto discográfico mais ambicioso da carreira de Lingua Ignota.

Novamente, o vocal clássico é mantido, contrastando com o instrumental pesado e intenso fortemente inspirado no black metal mais depressivo. Liricamente, “Caligula” acaba por não trazer nada de novo – os temas são os mesmos, confirmando a direcção sombria dos seus lançamentos. No entanto, estas mesmas letras conseguem ser ainda mais inteligentes e agressivas, focando-se essencialmente no sofrimento humano e pessoal de Hayter, conhecida pelo seu passado de violência doméstica.

“Caligula” é composto por 11 temas de sobrevivência com os destaques a irem para “Butcher Of The World”, “Do You Doubt Me Traitor”, “If The Poison Won’t Take You Will” e “I Am The Beast”. O público-alvo de Lingua Ignota é muito específico e a sua sonoridade pode não agradar a todos, mas uma coisa é certa: Kristin Hayter é uma multi-instrumentista, vocalista e contadora de histórias ímpar que criou um estilo musical e lírico sem precedentes.

Facebook

Apoia a nossa causa

Destaques

Notícias

Artigos

Mundo das Guitarras © 2021