#Guitarrista

Entrevistas

Light the Torch: cura e redenção

Foto: Hristo Shindov

De regresso aos álbuns, a banda de metalcore / alt-metal que conta com a voz de Howard Jones (ex-Killswitch Engage) tem em “You Will be the Death of Me” a sua nova proposta discográfica.

«Tem sido uma viagem – mesmo sem a pandemia», diz Jones. «Este álbum tem sido emocional e recompensador de todas as maneiras, e não podíamos estar mais entusiasmados por finalmente o lançarmos. Talvez aqui tenha havido um pouco de desespero na composição e gravação destas músicas. Ao passar por problemas pessoais e ao ver o Francesco [Artusato, guitarra] a lidar com lesões, sabíamos que isso poderia mudar as coisas drasticamente para nós. O álbum foi uma distração bem-vinda, e despejámos nele todas as emoções que tínhamos. Ver o Fran a recuperar e a tornar-se um artista ainda mais completo foi incrível. Tudo o que passámos fez com que nos uníssemos.»

Artusato abre-se sobre as suas experiências. «Este álbum é especial para mim de uma maneira diferente, desde compor a música durante um dos momentos mais difíceis da minha vida ao lidar com uma lesão grave devido a um acidente de carro, passando por estar obsessivamente envolvido com cada aspecto da produção, gravação e criação do artwork. É difícil descrever como me sinto.»

«Estamos todos muito satisfeitos com a maneira como este álbum apresenta a nossa evolução enquanto banda e indivíduos», continua o guitarrista. «Sem a nossa irmandade, esta música não aconteceria. Foi a música que nos manteve fortes e juntos durante os nossos momentos mais difíceis. Não há nada melhor do que a arte que expressa emoções puras e profundas, e é isso que sinto quando ouço a prestação do Howard neste álbum.»

Ryan Wombacher, que se ocupa do baixo, concorda com o colega. «Acho que este disco mostra o crescimento que a banda viveu após anos na estrada e uma amizade que continuou a prosperar ao fazermos juntos o que gostamos de fazer.»

O grupo fica completo com Alex Rüdinger, homem das baquetas que tem no currículo bandas como Whitechapel, Revocation, Monuments e Intronaut. «Ele é incrível. Ele é exactamente o que precisamos», elogia Artusato.

“You Will be the Death of Me” tem data de lançamento a 25 de Junho pela Nuclear Blast.

Texto originalmente publicado no #07 da revista Guitarrista. Sabe mais sobre os produtos da Guitarrista aqui.

Facebook

Destaques

Notícias

Artigos

Mundo das Guitarras © 2021