#Guitarrista

Subsolo

Kavi Kovi and the Shadow Dwellers: rock em antologia

“Imago” é a nova proposta discográfica de Kavi Kovi and the Shadow Dwellers.

Origem: Portugal
Género: rock
Novo lançamento: “Imago” (2021)
Editora: independente
Links: Facebook | Bandcamp

“Imago” é a experiência sónica actual de Kavi Kovi and the Shadow Dwellers com abordagens ao rock alternativo mais suave e sentimental, mas tudo pode mudar já no próximo álbum. A banda conta tudo sobre o percurso do projecto.

«O próximo lançamento poderá soar completamente diferente.»

Objectivos: «Quando comecei o processo de gravar um álbum, o único objectivo era cumprir um sonho e provar a mim mesmo que seria capaz de o fazer, portanto nunca pensei exactamente como as pessoas poderiam reagir. Contudo, gostaria de conseguir captar a atenção das pessoas e que vejam potencial neste projecto para crescer e tornar-se mais ambicioso.»

Conceito: «A palavra “Imago” refere-se ao estado adulto dos insectos após terminarem a sua metamorfose. Como tal, este álbum narra, de forma não linear nem cronológica, várias pontos específicos da minha vida. Uma vez que as canções escolhidas para este projecto foram escritas em diversas alturas, cada uma reflecte as influências mais relevantes para mim naquele momento, tanto a nível musical como a nível das letras. O facto de muitas destas canções já terem sido compostas há vários anos poderia ser equacionado como um período de gestação longo num casulo e agora finalmente emergem na sua forma final.
O álbum abre com “Caught on the Run”, que funciona como um microcosmo de todo o trabalho, por estarem aqui presentes vário elementos que se tornarão recorrentes posteriormente. Depois seguem-se canções em que se tornam mais aparentes as influências, quer mais pop rock (“Supervillain”) ou mais baladeiras (“Post Scriptum”), quer mais anos 80 (“Scapegoat”) ou anos 90 (“I Kid”).
É durante “The Point” que existe um ponto de viragem tonal no álbum, adquirindo um teor mais negro e temáticas mais intensas. Isto é mais aparente em “Alicerces”, o único tema em português, e “I Found the Sun Behind the Moon”, o clímax emocional do disco. Por fim, temos “Birds of Excuse” que encerra o álbum num estilo completamente distinto, e não só funciona com um epílogo mas também como um aperitivo para a direção artística em que tenciono levar este projecto.»

Evolução e influências: «A minha evolução como compositor não tem uma narrativa muito linear. Estou constantemente a saltar de um estilo para outro, mas as minhas influências passam primariamente pelo rock dos anos 90 e 00, misturado com qualquer outro género no qual eu esteja interessado na altura. Isto por vezes pode resultar em canções que têm pouco em comum umas com as outras. Para este álbum decidi escolher dez que fossem acessíveis e que fizessem sentido neste contexto mas que mesmo assim oferecessem bastante diversidade de estilos. O próximo lançamento poderá soar completamente diferente.»

Review: Do soft rock a momentos mais baladeiros, das guitarras quase limpas com um toque de eco ao piano sentimental, este projecto português é uma amena audição que nos fará regressar aos 80s e 90s do nosso rock (e não só, porque também há por aqui ares de Reino Unido). Por mais que Kavi Kovi and the Shadow Dwellers represente o presente que é 2021, podemos também olhar para este empreendimento como uma espécie de antologia – e não há nada de mal com isso, antes pelo contrário: é bem feito, cuidado, cativante e, acima de tudo, honesto.

Facebook

Apoia a nossa causa

Destaques

Notícias

Artigos

Mundo das Guitarras © 2021