#Guitarrista

Subsolo

HerezA: metal etílico

Death metal e punk num só sempre foi uma combinação letal que raramente falha. Os HerezA são certeiros!

Origem: Croácia / Alemanha
Género: death metal / punk
Último lançamento: “Death Metal Drunks” (2019)
Editora: Godz Ov War Productions
Links: Facebook | Bandcamp
Entrevista: Diogo Ferreira | Review: Diogo Ferreira

Death metal e punk num só sempre foi uma combinação letal que raramente falha. Os HerezA são certeiros!

«É um álbum curto, rápido e divertido de se ouvir.»

Objectivos: «O objectivo era divertimo-nos enquanto se criavam, tocavam e gravavam as músicas. Não nos queríamos repetir e gravar o mesmo álbum novamente. É um álbum curto, rápido e divertido de se ouvir. Achamos que as pessoas com um sentido de humor negro deverão entender e divertir-se.»

Conceito: «O conceito principal deste álbum é, claro, álcool, sexo, morte e sofrimento humano.»

Sonoridade e referências: «O som dos dois primeiros álbuns foi orientado pelo [pedal] HM-2 e queríamos fazer algo diferente e mais musical, porque as músicas do terceiro álbum não brilhavam como deveriam com o pedal HM-2. As referências musicais são Midnight, Wolfbrigade, Demonical, Zeke, Tragedy e Nashville Pussy.»

Review: Imaginem uma banda criada por membros dos Tankard, Gehennah e Venom – essa banda seria HerezA, mas em versão death metal. Tudo nos HerezA tresanda a cerveja… Perdão, a deambulações etílicas com o intuito único de criar boa música, rápida, com uma costela punk pelo meio. Claro que um ex-membro dos Fleshcrawl na formação ajuda, e de que maneira, a elevar a fasquia do trabalho. “Death Metal Drunks” é death metal, de facto, mas, acima de tudo, pura diversão. Diz “Não!” ao elitismo – passa-te para o etilismo!

Facebook

Apoia a nossa causa

Destaques

Notícias

Artigos

Mundo das Guitarras © 2021