#Guitarrista

Reviews

Ektomorf “Reborn”

Ekotmorf pode não ser a primeira banda de thrash metal que te vem à cabeça, mas a longevidade do grupo fala por si. “Reborn” pode não ser o álbum que vais estar a ouvir consecutivamente daqui a uns meses, mas a postura sólida que apresenta merece algumas audições para tirares as tuas dúvidas.

Publicado há

-

Editora: Napalm Records
Data de lançamento: 22.01.2021
Género: thrash/groove metal
Nota: 3.5/5

Ekotmorf pode não ser a primeira banda de thrash metal que te vem à cabeça, mas a longevidade do grupo fala por si. “Reborn” pode não ser o álbum que vais estar a ouvir consecutivamente daqui a uns meses, mas a postura sólida que apresenta merece algumas audições para tirares as tuas dúvidas.

Com mais de 25 anos de carreira e uma longa estadia na AFM Records, os húngaros Ektomorf chegam ao 15º álbum e à estreia na Napalm Records.

Quarteto que gravita à volta do vocalista e guitarrista Zoltán Farkas, a banda apresenta neste trabalho uma mistura entre thrash metal, groove metal e algum industrial, aspecto este que se identifica em alguns efeitos sonoros, especialmente na bateria da inaugural “Ebullition”.

Enquanto o thrash metal, com riffs esgalhados sem serem obrigatoriamente técnicos, é inspirado no Big 4, a ala groove metal, com um ritmo esquartejado, relaciona-se mais a Machine Head, essencialmente se tivermos em conta a prestação vocal que se assemelha muitíssimo a Robb Flynn.

Astutos no que a duração e sentido compacto diz respeito – salvo poucas excepções, as oito faixas pouco passam dos quatro minutos –, é nítido que podemos encontrar segmentos mais básicos e batidos, particularmente nas secções de estrofes, mas também somos atraídos por momentos mais épicos e melódicos em faixas como “Fear Me”, “Where the Hate Conceives” (esta que até começa com uma linha acústica) e “Forsaken” (que inclui leads e shredding convincentes).

Ekotmorf pode não ser a primeira banda de thrash metal que te vem à cabeça, mas a longevidade do grupo fala por si. “Reborn” pode não ser o álbum que vais estar a ouvir consecutivamente daqui a uns meses, mas a postura sólida que apresenta merece algumas audições para tirares as tuas dúvidas.

Facebook

Destaques

Notícias

Artigos

Mundo das Guitarras © 2021