#Guitarrista

Subsolo

Disinfect: apocalipse brutal

Com pouco mais de 20 anos de existência e com três álbuns que se separam entre si em intervalos de cerca de 10 anos, os Disinfect abordam os Sete Selos do Apocalipse em “Abaddon”, o novo álbum recheado de poder death metal brutal e técnico.

Origem: Alemanha
Género: death metal
Último lançamento: “Abaddon” (2019)
Editora: Brute Music
Links: Facebook | Bandcamp
Entrevista: Diogo Ferreira | Review: João Correia

Com pouco mais de 20 anos de existência e com três álbuns que se separam entre si em intervalos de cerca de 10 anos, os Disinfect abordam os Sete Selos do Apocalipse em “Abaddon”, o novo álbum recheado de poder death metal brutal e técnico.

«Sempre tocámos death metal brutal e isso não muda!»

Objectivos: «Os nossos objectivos são os mesmos de sempre! Criar uma peça de death metal brutal, técnico e oculto, com alta qualidade na música e no som!»

Conceito: «É tudo sobre os Sete Selos do Apocalipse. As letras e o artwork são baseados nisso. Provavelmente, o ponto de partida mais importante ao escrever uma letra é que se anseie por um fim inevitável. Os sete selos são tratados linearmente. Como queríamos ter mais músicas do que apenas sete no álbum, há um prólogo adicional e um epílogo. O prólogo actua como justificação para os males introduzidos, que emergem subsequentemente dos Quatro Cavaleiros do Apocalipse, com o intuito de pejar o mundo com pragas que começam com “White Lightning”. O título puramente instrumental “Transcendence” marca a viragem que inicia o final. O epílogo “Obeisance” representa a aceitação dos acontecimentos descritos.»

Sonoridade: «Sempre tocámos death metal brutal e isso não muda! Adoramos tocar a alta velocidade. Podem esperar por uma bateria rápida, guitarras rápidas e solos de guitarra combinados com vozes brutais. Com o novo álbum, tornámos o nosso som um pouco mais variado e ainda garantimos que tudo se encaixa. Temos algumas músicas que vão na direção do technical death metal, algumas são mais old-school. Achamos que conseguimos refinar ainda mais o nosso estilo musical e o nosso som único!»

Review: Ao terceiro longa-duração, “Abaddon”, os alemães Disinfect continuam a praticar aquilo que sabem melhor: death metal brutal e técnico. Sem grande espaço para delicadeza, este trio vai directo ao assunto e à carótida com temas como “White Lightning”, um míssil intercontinental que possui apenas dois parâmetros: procurar e destruir. Na linha clássica de bandas como Dying Fetus ou Cryptopsy, ainda que com mais mordacidade, os Disinfect propõem a erradicação de tempos mortos ou de considerações sobre normas cultas para se dedicarem ao ensurdecimento colectivo.

Facebook

Apoia a nossa causa

Destaques

Notícias

Artigos

Mundo das Guitarras © 2021