#Guitarrista

Subsolo

Coltcrusher: dor e tormento no mundo do Pequeno Pónei

O título pode parecer a gozar, mas não é. O primeiro álbum de Coltcrusher é death metal de qualidade com o Pequeno Pónei como história de fundo.

Publicado há

-

Origem: EUA
Género: death metal
Último lançamento: “The Plot Sickens” (2020)
Editora: independente
Links: Facebook | Bandcamp

O título pode parecer a gozar, mas não é. O primeiro álbum de Coltcrusher é death metal de qualidade com o Pequeno Pónei como história de fundo.

«Queria desafiar-me a compor a música mais pesada que já compus e contribuir com a minha própria visão.»

Último lançamento: «“The Plot Sickens” foi idealizado no início de 2013 como uma forma de contribuir para o cenário musical dos fãs de “My Little Pony”. Do que ouvi, havia muita música electrónica, mas pouco metal extremo. Queria desafiar-me a compor a música mais pesada que já compus e contribuir com a minha própria visão para essa base de fãs. Algo sobre vozes death metal a representarem a vida e a morte em Equestria inspirou-me muito a trabalhar neste material durante sete anos até que estivesse pronto para o lançamento.
O que ouvirão no álbum é uma colecção de oito músicas, cada uma com a sua própria identidade, mas todas com as suas raízes no metal extremo, canalizando death metal, deathcore, slam e até power metal. Há uma grande quantidade de exploração harmónica, e queria ter a certeza de que a música era tão colorida quanto a capa do álbum.»

Objectivos: «Existem dois objectivos gerais com o projecto. O primeiro é destacar-se visual e sonoramente. A segunda é compor sobre um assunto (“My Little Pony”) de uma forma que seja acessível a qualquer pessoa e que às vezes lida com tópicos importantes como o papel dos media nas nossas vidas (“The Slain Six”). Para me destacar visual e musicalmente, o meu objectivo era ser mais colorido do que a maioria dos projectos de metal. Há um grande números de bandas que são escuras, negras, sombrias e deprimentes. E eu adoro isso, mas não era o que queria fazer aqui. Encomendei uma capa muito luzidia e colorida ao grande artista Mark Cooper (Rings of Saturn). Acho que define imediatamente um tom diferente da maioria de outros álbuns que encontras.»

Evolução e influências: «Pessoalmente, no passado, comecei a compor músicas de metalcore e power metal. Para este projecto, tive de canalizar o som do metal extremo moderno para fazer com que estas músicas soassem como eu queria. Estudei como os bateristas de bandas como Infant Annihilator, Beyond Creation e Analepsy criaram o peso e o groove nas suas bandas, e aprendi muito. Uma música como “Hearts and Hooves” não me teria sido possível escrever há alguns anos, portanto este álbum representa um grande crescimento musical. Outras bandas que ouvi muito enquanto trabalhava neste álbum são Katalepsy, Abominable Putridity e Cattle Decapitation. Direi que Coltcrusher não é tão radical quanto essas bandas incríveis, mas a sua influência, mesmo subtilmente, pode ser sentida nas músicas de “The Plot Sickens”. O que preenche as lacunas do som é o meu amor fundamental por bandas como Metallica, In Flames e Fear Factory. Estou confiante de que essas influências nunca são óbvias, mas são combinadas com bom gosto para criar um álbum diferente de tudo.»

Review: Eis o que todos precisávamos: death metal com o Pequeno Pónei como conceito. Paródias à parte, Coltcrusher apresenta um death metal de grande nível que tanto é directo e implacável como se encaminha para interessantes estiradas técnicas e melódicas. Um forte aplauso tem de ser dado a este norte-americano, que se identifica como Brootaloo, por ser capaz de lançar música muito bem produzida e, claro, bem executada quando se trata de um projecto de um homem só. O mundo do Pequeno Pónei nunca mais será o mesmo – dor e tormento é tudo o que lhe espera. Quanto a nós, headbanging e acenos positivos estão garantidos.

Facebook

Destaques

Notícias

Artigos

Mundo das Guitarras © 2021