#Guitarrista

Entrevistas

Carnifex: «“Graveside Confessions” é tudo aquilo que queremos dizer mas não dizemos»

Scott Ian Lewis conta como chegaram a “Graveside Confessions” e o que o disco representa.

Foto: Jim Louvau

Conhecidos pelo seu deathcore obscuro, os Carnifex regressam aos lançamentos para reacender memórias sónicas de álbuns passados. Tudo criado durante uma época em que o mundo vive grande dor e fraqueza, o vocalista Scott Ian Lewis diz, através da Nuclear Blast, que “Graveside Confessions” «é tudo aquilo que queremos dizer, mas não dizemos; coisas que carregas em ti demasiado tempo, por vezes até ao leito da morte». Continua: «Este disco explora os espaços que tipicamente empurramos para o lado, de uma maneira honesta e vulnerável. Há uma libertação, um sentido de humor e uma catarse.»

Músicas como tema-título representam uma ligação directa a estas noções com letras sobre realidade crua. «Vamos a muitos lugares – pode ser engraçado, pode ser profano, mas vamos lá», afirma Lewis. «Esta música é uma abertura intensa, uma que sabíamos que te ia preparar para o resto do disco.»

Com pouco mais de 15 anos de carreira, para “Graveside Confessions”, os Carnifex decidiram tomar uma postura algo descomprometida na hora de esperarem o que quer que fosse com um novo disco. E foi durante a pandemia que tudo começou a ganhar forma. «Foi mais um conjunto de acontecimentos que não conseguimos prever. Ficar-se em casa, sem alternativas a não ser olhar para os problemas e escrever-se alguma música. Nessa conjuntura obténs uma versão visceral de ti», esclarece Lewis. «Isso origina um álbum intenso, não só através do processo de composição mas também através da audição.»

Com data de lançamento a 3 de Setembro de 2021 pela Nuclear Blast, Lewis finaliza a dizer que o álbum «deixa uma impressão, não apenas de um ponto de vista superficial mas mais profundo». «Os ouvintes vão reconhecer certas coisas quando compararem o que o disco é em relação ao que sabem sobre nós os quatro. Espero que encontrem inspiração para seguirem em frente.»

Facebook

Apoia a nossa causa

Destaques

Notícias

Artigos

Mundo das Guitarras © 2021