#Guitarrista

Subsolo

Cannibal Girls: terror sem limites

Do Séc. XXI mas a soar aos 90s do século passado, os Cannibal Girls levam a atitude DIY à regra.

Publicado há

-

Origem: Alemanha
Género: death metal
Último lançamento: “Megawar” (2019)
Editora: independente
Links: Facebook | Bandcamp
Entrevista: Diogo Ferreira | Review: João Correia

Do Séc. XXI mas a soar aos 90s do século passado, os Cannibal Girls levam a atitude DIY à regra.

«Preparem-se para um som metal da velha-guarda.»

Último lançamento: «Desfrutem do nosso disco mais recente, “Megawar”, lançado em vinil preto e vermelho em gatefold com um artwork apocalíptico feito por nós. Autocolantes e um patch feito à mão estão incluídos. Preparem-se para um som metal da velha-guarda, sem efeitos virtuais e sem triggers de bateria.»

Conceito: «“Megawar” é inspirado em filmes de terror e obras literárias de ficção-científica. Temas polémicos como videojogos e guerra real, inteligência artificial e poluição ambiental, xenofobia e desigualdade social dominam as letras.»

Sonoridade: «Fazemos metal, estamos infectados desde os anos 1990.»

Review: Os Cannibal Girls praticam death metal da velha-guarda com uma abordagem moderna e polida, como é fácil de perceber ouvindo “Megawar”, tema extraído do álbum homónimo. Com fortes influências de death metal sueco, os alemães apresentam temas sensíveis, como guerra e xenofobia, numa travessa repleta de outras tantas variedades. Como o próprio nome indica, “Megawar” aborda o tema bélico acompanhado de música incessantemente violenta e rápida, a marca de água da banda. Aconselhado para fãs de death sueco.

Facebook

Destaques

Notícias

Artigos

Mundo das Guitarras © 2021