#Guitarrista

Subsolo

B.T. Saints: velho que soa a novo

A prepararem o álbum de estreia após dois singles, os B.T. Saints são uma banda revivalista do doom metal à norte-americana que, ainda assim, soam muito actuais.

Origem: EUA
Género: doom/stoner metal
Novo lançamento: “NSOTOR” (2020)
Editora: independente
Links: Facebook | Bandcamp
Entrevista: Diogo Ferreira | Review: João Correia

A prepararem o álbum de estreia após dois singles, os B.T. Saints são uma banda revivalista do doom metal à norte-americana que, ainda assim, soam muito actuais.

«Pôr as pessoas a falar de nós no underground e em qualquer lugar onde o nosso som seja atraente.»

Objectivos: «Uma vez que o álbum “NSOTOR” será o nosso lançamento de estreia este ano (2020), os nossos objectivos imediatos passam por fazer com que seja ouvido em todo o mundo. Sendo nós uma banda relativamente nova e desconhecida nas comunidades heavy metal e hard rock, esperamos divulgar isto em todos os vloggers, bloggers, rádios e editoras. Então, é ver se conseguimos atrair alguma atenção por parte da indústria e pôr as pessoas a falar de nós no underground e em qualquer lugar onde o nosso som seja atraente. Se conseguirmos isso, certamente haverá oportunidades.»

Sonoridade: «O nosso estilo é da velha-guarda e ao mesmo tempo muito moderno. O nosso foco é criar músicas sem pretensões. Assim, críamos sons, arranjos e conteúdo lírico que gostaríamos de ouvir enquanto fãs de todas as coisas pesadas. Não há escassez de riffs cheios de hooks, batidas cheias de groove e conteúdo lírico ocultista, com muitas melodias antémicas para vos fazer erguer os punhos, abanar a cabeça e cantar! O nosso som é excepcionalmente pesado. Especialmente quando nos apresentamos ao vivo, já que somos compostos simplesmente por um vocalista, um guitarrista barítono e um percussionista. Tem uma aparência muito minimalista, mas conseguimos criar uma poderosa parede de som. Se fecharem os olhos e ouvirem, pensarão que há cinco ou seis pessoas em palco.»

Referências: «No que diz respeito às nossas referências musicais ou influências inspiradoras, existem muitas. Portanto, vamos apenas anotar o que poderão ouvir na nossa música: Black Sabbath, Jimmy Hendrix, Iron Maiden, Deep Purple, Judas Priest, Sound Garden e Alice In Chains, apenas para citar alguns.»

Review: Nada como uma boa dose de doom metal/stoner rock norte-americana, com todos aqueles pontos fundamentais de qualquer banda do género que valha o seu sal, como soar a Trouble, Saint Vitus, Black Sabbath e, ainda assim, não deixar de ser uma experiência interessante e relativamente rápida para os géneros praticados, tudo fruto da mistura de doom lento com o passo mais acelerado do stoner. Ainda que de 2018, é um tema actual e bastante agradável de ouvir. Venha de lá mais na mesma onda.

Facebook

Apoia a nossa causa

Destaques

Notícias

Artigos

Mundo das Guitarras © 2021