#Guitarrista

Subsolo

Ascend The Hollow: a obsolescência do Homem

Origem: internacional
Género: cyber metal
Último lançamento: “Echoes Of Existence” (2019)
Editora: Dr. Music Records
Links: Facebook | Bandcamp
Entrevista e review: João Correia

De proveniência diversa, os Ascend The Hollow praticam algo que denominam de “cyber metal”, uma estirpe de uma civilização muito avançada e que transita algo entre o amanhã e o futuro longínquo.   

«Enquanto procurávamos pela nossa identidade, começámos a explorar sons mais pesados, explosões e eletrónica ousada.»

O que esperar: «Somos uma banda internacional com membros actualmente sedeados em 3 países diferentes. Como todos temos diferentes origens culturais e influências musicais, queríamos combiná-las e produzir algo moderno e fresco que nos reflectisse como uma unidade. Para atingir o nosso som, usamos guitarras de 9 cordas afinadas, um baixo de 6 cordas, ricas paisagens sonoras eletrónicas e gamas vocais contrastantes. Achamos que “cyber metal” descreve melhor o que fazemos, mas se quiseres expandir o termo, podes chamá-lo de death metal industrial com algumas influências de outros subgéneros do rock e metal moderno (prog, djent, metalcore, etc.) . “Echoes Of Existence” é um álbum pesado e contundente, tanto musicalmente, quanto liricamente, ainda que possua melodia e eletrónica arejadas o suficiente para dar ao ouvinte algum espaço para respirar e reflectir.»

Conceito: “Echoes Of Existence” é uma travessia pelas facetas sombrios da humanidade no contexto de um mundo moderno e tecnologicamente avançado. O álbum aborda directamente tópicos proibidos, como distúrbios mentais e suicídio, ao mesmo tempo que também explora alguns temas desconfortáveis e desencadeantes, como violações ou o abuso sexual infantil. Embora não seja um álbum conceitual, a mensagem central é a saúde mental e a consciencialização dos direitos humanos e o tema recorrente é aquilo que chamaria de “Orwellismo feminista”.»

Influências: «Antes de nos tornarmos Ascend The Hollow, estávamos numa banda que começou como apenas uma banda normal de metal melódico. Enquanto procurávamos pela nossa identidade, começámos a explorar sons mais pesados, explosões e eletrónica ousada. Tínhamos raízes conservadoras, mas também ficámos fascinados com o metal moderno, tal como Strapping Young Lad, Fear Factory ou Sybreed. Estes últimos foram especialmente influentes em nós devido à utilização de eletrónica e não é por acaso que escolhemos o Thomas “Drop” Betrisey (Sybreed, Samael) para misturar e masterizar o nosso álbum. Ele ajudou-nos a atingir o som que queríamos, sem dúvida: futurista, mecânico e frio.»

Review: Existe algo de podre no reino da… bom, nos três reinos por onde os membros dos Ascend The Hollow estão divididos. “Echoes Of Existence” é um trabalho singular que mistura, death metal, música industrial, djent e metalcore de forma inteligente e ridiculamente agressiva. Que o diga “Prisoners Of The Storm”, que começa de forma insuspeita, com passagens de música electrónica para depressa rebentar numa torrente de blast beats, um pedal duplo furiosíssimo e a combinação de vozes e paisagens de death/black metal com as vozes angelicais de M-Noise, a multifacetada vocalista de serviço. Produção intocável e ideias surpreendentemente frescas, sem nunca caírem em clichés, são a oferta debutante dos Ascend The Hollow. Para fãs de Fear Factory e Zyklon, entre outros.

Facebook

Apoia a nossa causa

Destaques

Notícias

Artigos

Mundo das Guitarras © 2021