#Guitarrista

Subsolo

Angered Crowd: atitude irredutível

Após quatro anos de trabalho árduo, os Angered Crowd compilaram todas as suas criações para dar origem ao LP debutante “Morbid Signs”. Cientes do que querem e do que existe à volta, esta banda ucraniana é irredutível.

Origem: Ucrânia
Género: groove/death metal
Último lançamento: “Morbid Signs” (2019)
Editora: independente
Links: Facebook
Entrevista e review: Diogo Ferreira

Após quatro anos de trabalho árduo, os Angered Crowd compilaram todas as suas criações para dar origem ao LP debutante “Morbid Signs”. Cientes do que querem e do que existe à volta, esta banda ucraniana é irredutível.

«No nosso álbum podemos encontrar uma gama completa de sentimentos e emoções.»

Último lançamento: «É como finalizar um marco na nossa música – resumir a actividade e fazer uma pilha com os nossos esforços e pensamentos. Pegámos em todas as nossas faixas, que criámos e tocámos durante quatro anos, rearranjámos um pouco e, finalmente, compilámos num álbum. Não gostamos de criar música em que não consegues perceber que faixa está a tocar, em que a faixa 3 é como a faixa 6 mas com outras letras. Cada faixa é única e tem um modo comum. Queremos ser ouvidos e queremos ver as pessoas a curtir a nossa música. No nosso álbum podemos encontrar uma gama completa de sentimentos e emoções.»

Conceito: «É uma história sobre como te podes livrar do estado de desespero total e, finalmente, perceber quem realmente és. Do caminho da dor e desespero sem fim até à percepção da tua própria singularidade. O LP é sobre consciência e crescimento pessoal.»

Referências: «Sempre que tentamos criar músicas novas, a questão principal é: é parecido com algo que já ouvimos antes? Não estamos a falar sobre técnica, mas sobre riffs e músicas em comum. Não gostamos quando as bandas se forçam a alguns limites de género, e mesmo o nosso groove/death é principalmente para dar às pessoas alguma compreensão do que elas ouvem na nossa música. Não gostamos de bandas que tocam apenas por tocar ou que fazem covers imperceptíveis de bandas conhecidas. Todas as grandes bandas tornaram-se excelentes quando pegaram em algo que ouviram e criaram algo novo na música, como Slayer, Pantera ou Death. Actualmente não estamos a sacar inspiração só de fontes metal – há muitos géneros musicais muito interessantes para além de metal. Não é preciso sacares a música de alguém para tocares a tua própria – deve-se tentar entender como é que eles tiveram ideias para criar algo que se tornou grandioso.»

Review: A Ucrânia sempre foi um berço de black metal mais a Leste da Europa, mas tem estado nas bocas do mundo do metal à custa do sucesso que bandas como Jinjer e Ignea têm alcançado. Igualmente com uma voz feminina, na pessoa de Irina Vishnevska, os Angered Crowd tocam um groove metal muito furioso com inclinações ao death metal e ao técnico/progressivo como se pode ouvir nos ritmos utilizados em temas como “Worse Ideal”.

Facebook

Apoia a nossa causa

Destaques

Notícias

Artigos

Mundo das Guitarras © 2021