#Guitarrista

Subsolo

And Harmony Dies: dissertação sobre a Morte

Sem lançamentos desde 2016, os And Harmony Dies continuam a promover o vanguardismo de “Totenamt”.

Origem: Itália
Género: avant-garde metal
Último lançamento: “Totenamt” (2016)
Editora: Sliptrick Records
Links: Facebook
Entrevista e review: Diogo Ferreira

Sem lançamentos desde 2016, os And Harmony Dies continuam a promover o vanguardismo de “Totenamt”.

«Sentem-se, ouçam atentamente e sejam bem-vindos ao quase desconhecido.»

Objectivos: «O nosso objectivo era lançar músicas que tinha sido escritas há 10 anos, mas por motivos pessoais ficaram no limbo. Na verdade, “Totenamt” é o álbum mais vanguardista. De facto, o público passará por uma tempestade de diferentes sons e estados de espírito. Sentem-se, ouçam atentamente e sejam bem-vindos ao quase desconhecido.»

Conceito: «“Totenamt” é sobre a morte em todas as suas formas e expressões, negativas e positivas também. Basta ler as letras e descobrir mais. Basicamente, não há uma mensagem precisa em “Totenamt”, são apenas sentimentos e pensamentos sobre o Ceifador.»

Influências: «A nossa jornada através dos anos leva-nos do dark / gothic / heavy metal, como os Moonspell, a coisas mais experimentais estranhas presentes em “Totenamt”, o que achamos ser muito difícil de definir como um género específico. Achamos que heavy e progressive metal podem ser uma boa imagem do que estamos a fazer hoje.
Estamos a aproximar-nos do 25º aniversário da banda, por isso o que ouvimos mudou muito durante esses anos. Podemos mencionar desde Arcturus, Limbonic Art, Devil Doll de Itália durante os primeiros anos até Pink Floyd, Leonard Cohen, Wovenhand, Ulcerate, Leprous, mas também bandas-sonoras de cinema como Ennio Morricone e Hans Zimmer.»

Review: Depois do início fantasmagórico de faixas como “How To Lighten Daily Weights”, o seu seguimento não é muito diferente, sempre numa toada melancólica, obscura, vanguardista e algo progressiva. Dark metal com um certo sabor a anos 1990 será a melhor forma de classificar a sonoridade de uma banda que nos envolverá num ambiente particularmente negro e condenado que tão rápido passa de suave a agressivo. Destina-se a ouvir com atenção e paixão.

Facebook

Apoia a nossa causa

Destaques

Notícias

Artigos

Mundo das Guitarras © 2021