#Guitarrista

Subsolo

Abominy: à caça de penitentes e falsos messias

Prontos a sair dos confins do inferno, os chilenos Abominy apresentam o seu death metal ortodoxo repleto de todos os ingredientes necessário: groove, peso e melodia.

Publicado há

-

Origem: Chile
Género: death metal
Próximo lançamento: “Albor” (EP, 2021)
Editora: Antitesis Records
Links: Facebook | Instagram

Prontos a sair dos confins do inferno, os chilenos Abominy apresentam o seu death metal ortodoxo repleto de todos os ingredientes necessário: groove, peso e melodia.

«Abominy é um demónio de uma dimensão paralela, com uma alma negra lacerada por energias dispersas.»

Actualidade: «Por enquanto, aguardamos que o nosso primeiro lançamento, que é o nascimento de Abominy, esteja em formato digipack pela Antitesis Records (Janeiro de 2021). Entretanto estamos a reunir as maquetes daquilo que será o nosso primeiro LP, que devemos gravar no segundo semestre de 2021. Já temos cinco músicas que poderão fazer parte disso.»

Conceito: «Abominy é um demónio de uma dimensão paralela, com uma alma negra lacerada por energias dispersas. Do seu trono, as chamas do submundo emergem em busca de penitentes errantes, falsos messias, traidores covardes e todos os seres protegidos por máscaras desequilibradas que só merecem o castigo eterno. Nós somos a sua voz e o death metal é a sua linguagem.
O primeiro EP dos Abominy terá “Albor” como título e a Antitesis Records, do Chile, vai encarregar-se de materializar o nascimento da fera Abominy ao projectar a sua saída do inferno em Janeiro de 2021. Será um EP de cinco músicas em que encontrarão um punho de manifestações existenciais, letras directas sobre descontentamento social e contra os políticos e toda aquela escória de mentirosos. Outras letras referem-se ao julgamento final, que traz consigo a incarnação de Abominy.»

Influências: «Tocamos death metal pesado e alto influenciado por bandas da velha-guarda como Carcass, Pestilence, Vader, Death, Cynic e Slayer.»

Review: Quando “Puño en Sangre” começa, a primeira reacção é: Uau! Não é que os Abominy façam algo de novo e revolucionário – já ouvimos este death metal muitas vezes – mas fazem-no com perseverança, atitude e noção. Ao longo de cerca de dois minutos e meio, os chilenos oferecem-nos uma composição repleta daquilo que o death metal mais ortodoxo deve ter: groove (Obituary), peso (Cannibal Corpse), melodia (At the Gates). “Puño en Sangre” é, sem dúvida, um arranca cabeças e um rasga pescoços. Com dois singles na bagagem, esperamos certamente por um EP e um LP em 2021!

Facebook

Destaques

Notícias

Artigos

Mundo das Guitarras © 2021