#Guitarrista

Subsolo

A.R.I.E.T.E.: groove devastador

Foi ao longo de cinco anos que os A.R.I.E.T.E. andaram a preparar “Cleptocracia”, chegando-se a bom porto, a um álbum de groove metal poderoso.

Origem: Chile
Género: groove metal
Novo lançamento: “Cleptocracia” (2020)
Editora: independente
Links: Facebook | Bandcamp | Spotify
Entrevista e review: Diogo Ferreira

Foi ao longo de cinco anos que os A.R.I.E.T.E. andaram a preparar “Cleptocracia”, chegando-se a bom porto, a um álbum de groove metal poderoso.

«As pessoas que ouvem o álbum podem esperar um som devastador.»

Objectivos: «O objectivo desde o início deste processo, que durou pelo menos cinco anos a partir da composição, gravação e produção, foi trabalhar a estrutura de cada música que compõe o álbum, dando tempo suficiente para que cada tema amadurecesse por conta própria. Trabalhar um som sólido e forte, com muito peso, foi um dos principais objectivos, e foi por isso que trabalhámos com Gerhard Wolleter, músico e produtor de renome. Foi um trabalho árduo e autocrítico em todos os detalhes. As pessoas que ouvem o álbum podem esperar um som devastador, sem dúvida! O disco contém 10 faixas de groove metal poderoso.»

Conceito: «O principal conceito ou fio condutor de cada letra é política, bem como questões pessoais. Letras directas e de resposta, com tópicos que abordam a situação actual no Chile – uma política estatal e uma revolução social, que é a mensagem que devemos transmitir ao mundo. É sabido que no Chile os direitos humanos são violados e goza-se de total impunidade.»

Evolução e referências: «No início da banda apontou-se para o nu-metal, mas a maneira de trabalhar era muito básica. Após 10 anos de pausa, é lógico que nova música tenha sido ouvida e novas influências sejam geradas. Graças a isso, levámos a nossa música e a nossa composição a outro nível, com mais groove e mais agressividade, com cuidado em cada detalhe para poder transmitir essa evolução sonora. Cada membro da banda tem gostos musicais muito semelhantes, como Meshuggah, Chimaira, The Elite, Sepultura, Brujeria, Fear Factory, Lamb of God, Machine Head, DevilDriver, END, Whitechapel, Carnifex e muitos outros.»

Review: É através de uma mistura entre groove e death metal que estes chilenos apresentam o novo trabalho. Corridos, sem margem para tréguas, os A.R.I.E.T.E. conseguem implementar um cheirinho de industrial devido à mecânica, ainda que orgânica, de riffs ora cheios, ora tensos. O Chile ainda é um país por descobrir totalmente no que ao metal diz respeito, mas cada vez chegam-nos mais bandas à Europa e com grande qualidade – A.R.I.E.T.E. é mais um exemplo disso.

Facebook

Apoia a nossa causa

Destaques

Notícias

Artigos

Mundo das Guitarras © 2021